sexta-feira, 22 de abril de 2011

Primeiros Erros

Meu caminho é cada manhã
Não procure saber onde estou
Meu destino não é de ninguém
E eu não deixo os meus passos no chão
Se você não entende não vê
Se não me vê não entende

Não procure saber onde estou
Se o meu jeito te surpreende
Se o meu corpo virasse sol
Se a minha mente virasse sol
Mas só chove, chove
Chove, chove

Se um dia eu pudesse ver
Meu passado inteiro
E fizesse parar de chover
Nos primeiros erros
Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria sol
Mas só chove, chove
Chove, chove (2x)

Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria
Mas só chove, chove
Chove, chove
Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria sol
Mas só chove, chove
Chove, chove

Kiko Zambianchi

...

Incrível como músicas antigas podem representar tão bem o atual momento. Quem me conhece(por opção) sabe o quanto busco a "evolução". Mais uma vez passando por um processo de cara a cara com a verdade, com a minha verdade, que nem eu conhecia. E não querendo ser patética, o click veio da onde menos esperava.


Ah (e entenda esse ah como um suspiro)... se meu corpo virasse sol!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Espelho

Nascido no subúrbio nos melhores dias
Com votos da família de vida feliz
Andar e pilotar um pássaro de aço
Sonhava ao fim do dia ao me descer cansaço
Com as fardas mais bonitas desse meu país
O pai de anel no dedo e dedo na viola
Sorria e parecia mesmo ser feliz

Eh, vida boa
Quanto tempo faz
Que felicidade!
E que vontade de tocar viola de verdade
E de fazer canções como as que fez meu pai (Bis)

Num dia de tristeza me faltou o velho
E falta lhe confesso que ainda hoje faz
E me abracei na bola e pensei ser um dia
Um craque da pelota ao me tornar rapaz
Um dia chutei mal e machuquei o dedo
E sem ter mais o velho pra tirar o medo
Foi mais uma vontade que ficou pra trás

Eh, vida à toa
Vai no tempo vai
E eu sem ter maldade
Na inocência de criança de tão pouca idade
Troquei de mal com Deus por me levar meu pai (Bis)

E assim crescendo eu fui me criando sozinho
Aprendendo na rua, na escola e no lar
Um dia eu me tornei o bambambã da esquina
Em toda brincadeira, em briga, em namorar
Até que um dia eu tive que largar o estudo
E trabalhar na rua sustentando tudo
Assim sem perceber eu era adulto já

Eh, vida voa
Vai no tempo, vai
Ai, mas que saudade
Mas eu sei que lá no céu o velho tem vaidade
E orgulho de seu filho ser igual seu pai
Pois me beijaram a boca e me tornei poeta
Mas tão habituado com o adverso
Eu temo se um dia me machuca o verso
E o meu medo maior é o espelho se quebrar (Bis)

João Nogueira

...

...Troquei de mal com Deus por me levar meu pai ...



...E o meu medo maior é o espelho se quebrar...

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Ah, Se Eu Vou

Todo santo dia ela ia
Ela ia lá me chamar
Pra dançar coco
À beirada da saia querendo rodar.

Pelo jeito dela
Pelo dengo, pela simpatia
Se eu caio na roda
Essa moça pode me segurar.

Aí ela vai querer que eu deixe de ir pro samba
Aí ela vai querer que eu não vá na ciranda de Lia
Aí ela vai querer que eu não saia de perto dela
E eu olhando pra beira da saia querendo rodar.

Ah, se eu vou


Roberta Sá(Lula Queiroga)

...



Esse foi o show da Banda Dona Chica, onde a minha amiga Karla fez sua primeira participação musical extra capeiragem...rs...
Foi lindo, a Rafa(Rafaela Ventz - Vocal) com uma voz deliciosa de se ouvir, a Karla com um sorriso envergonhado mais gostoso de entender, e o repertório estava ótimo. Queria postar aqui uma música linda do Serginho Almeida, mas infelizmente não sei a letra. A Rafa interpretou lindamente, acho que o nome deve ser Iemanjá ou algo assim...
Mas vou postar uma música que ela cantou qu a Roberta Sá também interpréta, onde me fez literalmente descer do salto para dançar coco de roda.

Um Amor de Verão

Um amor de verão
Tem um sol particular
Queima a boca até rachar
Não tem meio coração...

Um amor de verão
Vem com tudo a favor
Foge em ondas de calor
E tem outra vibração...

Um amor de verão
Tá na pele tá no ar
Tá nos olhos de quem dá
Tá no gosto do limão...

Um amor de verão
Corre em rios pelo mar
Tem mais chance de brilhar
E tem outra vibração...

Quando você passa
Dá de graça tentação
Onde há fumaça assa um beijo...

A febre do desejo
Dispara o coração
Quando ao fundo eu te vejo
Dentro do maiô
Oh! não! oh! não
Quando ao fundo eu te vejo
Dentro do maiô
Oh! não!...

Um amor de verão
Tá na pele tá no ar
Tá nos olhos de quem dá
Tá no gosto do limão...

Um amor de verão
Corre em rios pelo mar
Tem mais chance de brilhar
E tem outra vibração...

Quando você passa
Dá de graça tentação
Onde há fumaça
Assa um beijo...

A febre do desejo
Dispara o coração
Quando ao fundo eu te vejo
Dentro do maiô
Oh! não! oh! não!
Quando ao fundo eu te vejo
Dentro do maiô
Oh! não! oh! não!
Quando ao fundo eu te vejo
Dentro do maiô
Oh! não! oh! não!
Quando ao fundo eu te vejo
Dentro do maiô
Oh! não!...

Um amor de verão!


Radio Táxi

...



Aniversário da Cátia, minha amiga do lanche(sim, sim, amiga de lanche ...estamos velhinhas...rs). Festa geração anos 80. Kid Vinil, Jorge Israel, Kiko Zambianchi, Mauricio Gasparini( Integrante antigo Radio Táxi)...
Cantei músicas que nem lembrava que existiam, e eu cantava em êxtase.

"Gaarootaaaaaaa douuuraaaadaaaaaaaaa..."

"Na hora do almoço a minha fome é de Leão, Abro a marmita, e o que vejo? Feijão!..."

"Isso me dá...Tic tic nervoso, Tic tic nervoso,Tic tic nervoso..."

"Rolam as pedras, devem rolar, Sou como as pedras pra te encontrar..."

"Fazer amor de madrugada, amor com jeito de virada..."

Estilo Vagabundo

[MV Bill]
Eu só quero saber porque você tá gritando,
chamando atenção de quem passa, me envergonhando.
mulher que não respeita, meu coração não aceita
eu tento te agradar e você sempre faz desfeita
pra ver se tu indireita, vou te deixar no sereno
agora vai ter que provar do seu próprio veneno
teu mundo é pequeno, pra tá dando show de graça
me xinga agora, depois não me abraça

[Mina do Bill - (MV Bill)]
Quem é você pra falar de respeito
se a responsa do bagulho fica toda no meu peito?
pra mim tu não tem jeito, você não me merece
me abandona e depois não quer que eu cobre (Sem stress)
eu não consigo, você com a sua marrinha de bandido
arruma tempo pra tudo menos para ficar comigo
não ligo, sua hora vai chegar
depois que abandonar, não vem me procurar (Eu não)
Você não passa de um vacilão (Quem?)
eu não sou palhaça de ninguém (Nem eu)

[MV Bill]
Se for guerra, você perdeu
ta afim de acreditar nos outros, problema seu
suas amigas que ficam me queimando na sua mente
ficam cheia de foguinho quando você ta ausente

[Mina do Bill]
Não queira ser inocente
você não é criança
se elas tão com intimidade
é que você deu confiança
não sou mina do tipo que gosta quando apanha
se eu der bola na suas costas
vou passar como piranha

[MV Bill]
Lá vem você de novo com esse assunto
se isola e não se esforça
pra tentar entender meu mundo, estilo vagabundo
você sempre me sufoca,
transforma em confusão o que começa em fofoca
e não se toca que a fila tá andando
e eu sem paciência pra ouvi você falando

[Mina do Bill]
O papo foi dado, você ignorou
pra mim acabou
cansei de ficar batendo palma pro teu show
dei chance de você mudar, e agora é tarde
não vou ficar com um cara que me trate
como um covarde, sinico, sonso
pensou que eu não sabia
que o pouco tempo que sobra tu vai pra academia
só quer saber de malhação e fumo todo dia
você na cachorrada enquanto em casa eu dormia

[MV Bill - (Mina do Bill)]
Você que me vigia já me conheceu assim
não tá mais aguentando não vem por a culpa em mim
(Como assim?)
dizendo que somente eu errei
amizade com piranha não da certo eu te avisei
ficam de leva e traz (eu só quero paz)
então agora vai embora mete o pé e não me ligue mais
escândalo de mulher, eu já sei como é que é
fala xinga e chora e continua no meu pé
toda mina que você bota para me escoltar
tu vai embora o papo muda e ela fala que quer me dar

[Mina do Bill - (MV Bill)]
Vou te esculachar, seu traíra
não vem me diflamar, me arrasar com mentira
tu tá muito confiante
me tratando tipo Amélia (que isso)
cansei de ser boba e me vestir tipo uma velha (Aii)
Pode ter várias mais sou eu que te aturo
chega em casa estragado e quer dormir
eu tento, procuro
não me da assistência e abre concorrência
sinceramente com você perdi a paciência
(Vai se arrepender)
É sem retorno, se quiser continuar
se prepare pra ser corno
(Ta mostrando quem tu é)
Não, você que é zé mané
sai do meu caminho, vai viver sozinho (JA ÉÉ)
Ninguém te quer, só eu que te aturava
te dava mó moral e você nem se importava
rachou a cara, e terminou de um jeito chato
não tava no roteiro você ter que interpretar o rato
que foi pego no ato, com a calça arriada
quem quer ficar com tudo tem nada
sua conversa ta desafinada
Ficar contigo é furada, tô fora
sai da minha vida, me sacaneou e agora chora
Canalha, que deixou falha (3x)

MV Bill

Estilo Vagabundo - Parte II

( Não resisti, colei assim mesmo...grande p caral...)

Kmilla

Eu só quero saber o que vc está esperando, com esse teu papo furado quase me enrolando, consegue quase sempre o quer, eu tento me livrar e não consigo e fico no seu pé [tú é minha mulher] não queria ser, sem querer, desmerecer ..

Mv Bill

Mais se o momento não é de briga então o estresse pra que ?! [Pra resolver] U quee ?! [o que que vc vai querer] De que ?!

KML

Agora é com você, sou eu ou as mamadas, confesso que me molho com a sua chegada [eu sei], mas também quero ser valorizada, quem sabe ser amada, tratada como donzela, sem ter que dividir você com a rata velha, eu sou mais eu que ela ..

BILL

Eu também prefiro, te quero, te admiro a você me refiro quando eu digo que tô carente é só você que me entende, acaba com meu drama e se deita na cama comigo .

KML

Contigo só se for eu mais ninguém, não quero ser galinha no cardápio desse teu harén, quem muito quer nada tem, você tem sorte que eu não consigo me soltar da sua garra, não quer dizer que você pode meter uma marra, quando é que vai parar com a farra ?!

BILL

Dentro do possível, ao meu alcance só quero ter a chance de te levar pra outro lugar e dar um lance ..

KML

Também não é assim meter a mão e ir levando [não?!], primeiro quero saber quem você anda pegando [ahn?!], a sua confiança excessiva me joga pra baixo e mostra que eu ainda to viva, fica com a preta, branca, loira só me procura quando todas te dispenssam e você vai a loucura, cachorro sem dono [eu confio no meu taco!] é bom! mais num isso, é que você sabe meu ponto fraco, quando fala, quando me toca, quando liga, penso no seu corpo da um frio na barriga, saudades dos abraços que você me dááá [deixa eu te abraçar], não chega perto que eu não aguento falar, você vai ter que me ouvir, que eu sei que na manhã seguinte você vai sumir, é sempre assim !

BILL

Ihh não vou não, to afim de te levar pra suite de patrão pra selar a reconciliação [hmm,não sei não], eu, você, doze horas de prazer, no motel tipo lua de mel, só lazer .

KML

Você vai ter que me convencer, gastar saliva, vou ouvir na moral sem ser agressiva, porém veja bem o que você vai falar, se o papo não for reto a gente vai se estressar ..

BILL

Sem stress, nega, que eu sei que tu gosta quando eu passo meu cavanhaque nas suas costas se você quiser a gente faz uma aposta, é só você deixar eu falar perto do ouvido, ai eu duvido que você num entra no carro comigo, tira a lingerie e me chama de seu marido[que lindo!], ninguém se regula, depois que esvazia a garrafa de amarula, te levo a loucura agarro teu cabelo com força e com ternura, não ligue para aquela que eu peguei na rua[quee?!] se é pra você a toda hora que a minha saudade ta sempre dura, relacionamento moderno, a gente se dá bem sem dever satisfação a ninguém, igual a gente não tem, o bagulho fica doido a temperatura passa de 100 no vai e vem..

KML

Vai vem nada, que isso é cachorrada sua, que conversinha é essa de outra que tu pega na rua ?!

BILL

É que eu ta-ta-tava éé pe-pe-pensando..

KML

Fica quieto que você ta gaguejando, não quero mais ouvir sua voz[não], esqueça essas idéias de ficarmos a só[não faz assim!] como não ?! só se eu fosse louca, te do condição você me fala de outra, fico com água na boca mais não posso me render a você que não se cuida e não faz por merecer[perai] se for falar daquela despencada, cala a boca vai embora que eu não quero mais ouvir [olha só!] a nossa noite acaba por aqui, se deixar vou te agredir, insistir vai ser pior.

Não acreditou, achou que tava tudo no seu nome escorregou e se arrassou.. não quero te ver aqui, a fila já andou você caiu e não notou melhor sair [eai?!] não quero você invadindo a minha vida[não?!], na minha casa pra você só tem saída[só?!].. iludida achei que tu tinha mudado, tem coisas que não muda tu continua safado..
Pra mim você é coisa do passado, um homem igual você tem mais é que ser corneado já tem outro negão engatilhado, safado ..

BILL

Sem briga, não me trate como se fosse inimiga, vai embora e depois você me liga, só não demora que já tem outra na fila, sem briga ..

KML E BILL

Safado, sem briga ..
Safado, sem briga ..
Safado, sem briga ..
Safado, sem briga ..

MV BIll e Kamila

...

Festa nem tão estranha, muito menos com gente esquisita...e eu fiquei legal pra caramba.
Eu e minha amiga Jana resolvemos pegar uma "balada diferente"...

- Então, tem show do MV BIll.
- MV Bill? Será?
- Vamos ver gente diferente, já que não é o estilo de música que ouvimos, vamos ver no que dá.

Resultado: Amamos a música, fiquei me sentindo um gay inrrustido que queria se soltar na pista mas as pessoas estavam contidas demais pro meu gosto, babamos pelo cara, e o povo esquisito não apareceu...estavamos em casa.




Amei uma música que ele cantou com a "mina"(desculpa mas não lembro o nome dela, caso alguém reconheça pode comentar que retifico), mas não tem como eu colar toda a música aqui pois é enorme, vou colar algumas partes...dueto mais que romântico, diria tipicamente brasileiro, um Estilo Vagabundo, com todo respeito.

Xequeré

E lá vai ela
Chacoalhando o Xequeré

Veio de lá da Bahia
Capital do canjerê
Mas não sei afinal qual a dela
Se é cravo ou canela
Se mona de Ekê
Não sei se ela é pedra noventa
Se bota pimenta no acarajé
Eu só sei é que o negro se espalha
Quando ela chacoalha aquele Xequeré

Chegou no nosso terreiro
Gargalhando no ganzá
Mas na hora de abrir os trabalhos
Pegou meu chocalho e não quis mais largar
Sacode,remexe,balança
Não pára,não cansa,não larga o meu pé
Mas o ponto maior do pagode
É quando ela sacode aquele Xequeré

Trouxe de águas de meninos
Um bonito caxixi
Bem trasando bonito enfeitado
Todo preparado pra me sacudir
Não sei se é de Maragogipe
Se é de Itaparica ou se é de Nazaré
Eu só sei que viro criança
Quando ela balança
Aquele Xequeré


Quinteto em Preto e Branco

...



Quinteto em Preto e Branco. Bateria original. Sem muito artífico. Cinco pessoas, cinco instrumentos, cinco talentos, só poderia ser cinco estrelas.
Representam o que tem de melhor no samba, eles simplesmente por eles podem definir o porquê que gosto tanto do samba.
Amo isso, simplicidade com qualidade, humildade com grandeza.
Iria mais cinco vezes...

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

O Que é o Amor

Se perguntar o que é o amor pra mim
Não sei responder
Não sei explicar
Mas sei que o amor nasceu dentro de mim
Me fez renascer
Me fez despertar
Me disseram uma vez
Que o danado do amor
Pode ser fatal
Dor sem ter remédio pra curar
Me disseram também
Que o amor faz bem
E que vence o mal
E até hoje ninguém conseguiu definir
O que é o amor

Quando a gente ama, brilha mais que o sol
É muita luz
É emoção
O amor
Quando a gente ama, é um clarão do luar
Que vem abençoar
O nosso amor

Arlindo Cruz

...

Esperei muito tempo pra ouvir esse excelente cantor e compositor. O show do Arlindo foi no BB. Não é local pra samba raiz. E o pior...ele tem tanta coisa boa pra cantar...e cantou poucas delas...não gostei do repertório, não gostei do que ele falava, não gostei do "embaixo, embaixo, embaixo..."
Gostei de poucas músicas...
Mas geralmente é assim, quando esperamos demais por algo, quando acontece muito dificilmente era o que imaginavamos...
E quer saber mais...prefiro a Maria Rita cantando essa.
My fault!

Brilho no Olhar

O que aconteceu com aquele sentimento
Cadê aquele brilho do seu olhar (do seu olhar)
Não deixe que o tempo apague a nossa história
Porque ainda é tempo pra recomeçar.

Eu só sei
Dizer que te amo
Te amo demais

Vem, eu não quero esse jogo louco
Sem você eu fico no sufoco
Senta aqui pra gente conversar
Vem, duas vidas numa só estrada
É amor e não contos de fadas
Eu nasci
Pra te amar.
Vem, eu...

O que aconteceu...

Reinaldo(Almir Guineto)

...

E enquanto ele vier pra Joinville, lá estarei eu...Dessa vez ele veio com a banda. Achei o show mais frio...sei lá...prefiro sem a banda...
Ta, depois de tantos shows, o mínimo era ganhar um agrado...

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Start Of Something New

Living in my own world
Didn't' understand
That anything can happen
When you take a chance
I never believed in
What I couldn't see
I never opened my heart
Ohhhhh
To all the possibilities, ohhhhh
I know...
That something' has changed
Never felt this way
And right here tonight

This could be the start
Of something' new
It feels so right
To be here with you...oh
And now, looking' in your eyes
I feel in my heart
Feel in my heart
The start of something new
Ohhhh,yeah
Now who'd of ever thought that
We'd both be here tonight
And the world looks so much brighter
With you by my side
I know that something has changed
Never felt this way
I know it for real

This could be the start
Of something new
It feels so right
To be here with you
And now looking in your eyes
I feel in my heart
The start of something new

I never knew that it could happen
Till it happened to me
I didn't know it before
But now it's easy to see

It's a start
Of something new
It feels so right
To be here with you
And now looking in your eyes
I feel in my heart

That it's the start
Of something new
It feels so right
To be here with you
And now looking in your eyes
I feel in my heart
The start of something new
Start of something new


Vanessa Hudgens (Robbie Nelson / Matthew Garber)

...


A Duda ta na fase High School Musical...além de assistir o filme várias vezes no mesmo dia, coloca o cd e fica dançando pela casa. Canta no inglês dela, e eu acompanho no meu...
Claro que sobra pra mim a parte do Troy: "Living in my own world Didn't' understand That anything can happen When you take a chance"

No fim acabo conhecendo todas as músicas, e o pior...gostando...rs

terça-feira, 5 de maio de 2009

Vazio

Está faltando uma coisa
Em mim
E é você amor, tenho
Certeza sim
Nossos momentos foram
Algo mais
Sem eles hoje eu não
Tenho paz
Eu vou parar num canto
E me perguntar se vais
Compensar
Todo esse pranto que
Carrego
E eu nego que eu dou
Ah esse amor está fazendo
Tanta falta no meu
Mundo
Vou me perguntar
Está?

Eu não sou de aço
Pois o laço forte
Um bom viver, o bom
Em seu lugar
E como a vida passa
Me resta somente tomar
A decisão
De levantar o pano do
Meu barco
E navegar juntinhos


Rouyce do Cavaco (Nelson Rufino)

...


Como se não bastasse o show do Dudu Nobre, voltamos correndo pra Joinville pra pegar o Show do Royce do Cavaco e mais uma vez Almir Guimeto...
Royce não conhecia, show com classe...
Almir...é, tava em pé...e cantando...rs

domingo, 26 de abril de 2009

Vou Botar Teu Nome Na Macumba

Vou Botar Teu Nome Na Macumba
Dudu Nobre
Composição: Dudu Nobre / Zeca Pagodinho

Eu vou botar teu nome na macumba
Vou procurar uma feiticeira
Fazer uma quizumba pra te derrubar, o iá iá
Você me jogou um feitiço, quase que eu morri
Só eu sei o que sofri
Que Deus me perdoe mas vou me vingar

Eu vou botar o teu retrato num prato com pimenta
Quero ver se você guenta a mandinga que eu vou te jogar
Raspa de chifre de bode, pedaço de rabo de jumento
Tu vais botar fogo pela venta e comigo não vai mais brincar

Asa de morcego, corcova de camelo pra te derrubar
Uma cabeça de burro, pra quebrar o encanto do seu patuá
Olha tu podes ser forte mas tem que ter sorte para te salvar
Toma cuidado comadre com a mandinga que eu vou te jogar

...



Festilha. São Francisco do Sul.
Show do Dudu Nobre.
Banda perfeita...e voz com repertório louvável.
Samba sempre me enche de energia.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Represent Cuba

Represent, Represent
Cuba, Orishas undergraund de La Habana
Represent, Represent Cuba, mi música
Represent, Represent Cuba, Orishas undergraund de La Habana
Represent, Represent Cuba, tu música

Ven que te quiero cantar de corazón así
La historia de mis raíces
Rumba son y guaguancó todo mezclado
Pa que lo bailes tu
Mira hay quién no baila en la Habana

Candidato, pa rumbear en la cadencia
Represento a mis ancestros toda la mezcla
No lo pierdas broth... yo
Latino Americano de la Habana
Te lo mando con sabor mejor
Aprenderás que en la rumba esta la esencia
Que mi guaguancó es sabroso y tiene buena mezcla
¿Tu Ves? A mi vieja y linda Habana
Sentimiento de manana todo eso representas, Cuba

Represent, Represent
Cuba, Orishas undergraund de La Habana
Represent, Represent Cuba, mi música
Represent, Represent Cuba,
Orishas undergraund de La Habana
Represent, Represent Cuba, tu música

Para la gente, mi zona Pa mi santo especulando
En el micro, escucha como dice MiKo NiKo
La música cubana vale mucho chico
My funk y estilo viene de La Habana

Vas vas vas vas y bouge ton cul sur le beat écoute ça
J'prêche pour ma chapelle : Panam
J'représente gars mes refrè d'la Havana
J'rappe c'est mon dada

Miko Niko chico
Soy loco sem prefosion
J'représente la salsa l'soleil de Cuba
J'oubli Paris, la pluie, son ciel gris et tout ça
J'rêve de belle nana sur la plage d'la Havana
Me pavaner, sous les palmiers à fumer j'représente ça!

Cubaaaaa
Represent, Represent
Cuba, Orishas undergraund de La Habana
Represent, Represent Cuba, mi música
Represent, Represent Cuba, Orishas undergraund de La Habana
Represent, Represent Cuba, tu música

Mi música Tiene sabor a melado de caña Ay dime si te gustó
Hey yo estoy representando a los Orishas de mi cuba
Mofare Olofi hasta la sepultura

J'représente la salsa, le hip hop cusas se vous
Cuando quiero estallar yo me voy a mi zona
Pa' La Habana yo me voy

J'représente le blanc, le noir, le chico, la chica
D'chicago à Panama, Tokyo à la Havana
J'représente la fiesta soul de Cuba y mi conga

Saca los collares que llego chango, chango
Hey broth Elegguá, Changó, Obbatalá, Yemayá, Oshún
Mafere effún Orula que mi canto suba, pa' la gente
De mi Cuba, mis ancestros, to' mis muertos
Todo eso represento

Represent, Represent
Cuba, Orishas undergraund de La Habana
Represent, Represent Cuba, mi música
Represent, Represent Cuba, Orishas undergraund de La Habana
Represent, Represent Cuba, tu música

Represent, Represent
Cuba, Orishas undergraund de La Habana
Represent, Represent Cuba, mi música
Represent, Represent Cuba, Orishas undergraund de La Habana
Represent, Represent Cuba, tu música


Represent, Represent
Cuba, Orishas undergraund de la Habana
Represent, Represent
Cuba, hey tu musica

Cuba....

Orishas

...

Cuba...saudade de um lugar que ainda não estive. Um de meus sonhos, conhecer Cuba e me acabar de tanto dançar nesse lugar. Não sei explicar, apenas sinto, e posso dizer que sinto saudades de lá. Tenho saudades de muita coisa que não vivi, e talvez até nem venha a viver...porém Cuba, hei de conhecer.




Por enquanto, vou dançando por aqui mesmo...
Represent, Represent Cuba...

segunda-feira, 23 de março de 2009

terça-feira, 10 de março de 2009

Codinome Beija-flor

Pra que mentir fingir que perdoou
Tentar ficar amigos sem rancor
A emoção acabou
Que coincidência é o amor
A nossa música nunca mais tocou

Pra que usar de tanta educação
Pra destilar terceiras intenções
Desperdiçando o meu mel
Devargazinho flor em flor
Entre os meus inimigos, beija-flor

Eu protegi teu nome por amor
Em um codinome beija-flor
Não responda nunca meu amor
Pra qualquer um na rua beija-flor

Que só eu que podia
Dentro da tua orelha fria
Dizer segredos de liquidificador
Você sonhava acordada
Um jeito de não sentir dor
Prendia o choro
E aguava o bom do amor

Luiz Melodia e Frejat (Cazuza / Reinaldo Arias / Ezequiel Neves)

...


O show foi primeiro de Luiz Melodia, depois de Frejat...mas momento final a união estranha e perfeita; me fez lembrar a época gostosa dessa música em que me sentia esperta em saber o significado de "dizer segredos no liquidificador". Hoje não são mais secretos e nem tem a malicia da época... preciso mais que isso, muito mais...rs

Homem não chora

Homem não chora
Nem por dor
Nem por amor
E antes que eu me esqueça
Nunca me passou pela cabeça
Lhe pedir perdão
E só porque eu estou aqui
Ajoelhado no chão
Com o coração na mão
Não quer dizer
Que tudo mudou
Que o tempo parou
Que você ganhou

Meu rosto vermelho e molhado
É só dos olhos pra fora
Todo mundo sabe
Que homem não chora
Esse meu rosto vermelho e molhado
É só dos olhos pra fora
Todo mundo sabe
Que homem não chora

Homem não chora
Nem por ter
Nem por perder
Lágrimas são água
Caem do meu queixo
E secam sem tocar o chão
E só porque você me viu
Cair em contradição
Dormindo em sua mão
Não vai fazer
A chuva passar
O mundo ficar
No mesmo lugar
Meu rosto vermelho e molhado...

Frejat / Alvin L.

...


Show do Frejat no centreventos. Aniversário de Joinville. A foto não mostra muito, mas o que importa é o que eu vejo...essa foto é só pra não esquecer.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Fogueira de Uma Paixão

Todos os galos cantaram........ (eu sonhei ! )
Todas as chuvas caíram........ (com você ! )
Todos os galos gritaram........ (e nem quis !)
Todos os ovos frigiram........ (acordar ! )
Todas as camas rangeram........ (sonho bom ! )

Teu corpo nu só dormia........ (de sonhar ! )
Ao lado o meu fervilhava........ (mas amor ! )
Na madrugada tão fria........ (deixa estar ! )
Sem saber se lhe acordava........ (eu sonhei! )
Ou se lhe possuía........ (e não foi ! )

Mas com você eu sonhava........ (sonho em vão ! )
Pois no teu sonho eu queria........ (padeci ! )
Ter com você uma vaga........ (ilusão ! )
No leito que se ilumina
Com a fogueira de uma paixão

E nesse vai ou não vai
Fiquei meio sem direção
Cometa que passou bem longe
Dos olhos da multidão
Se fez manhã dormi
Mas antes eu senti
Você tocar em mim
Já não dava não

Leci Brandão (Luís carlos da Vila/ Arlindo Cruz/ Acyr Marques)

...


Essa mulher também já me fez repetir a dose. Baixinha arretada. O útimo show dela que fui não foi dos melhores, ela tava meio chatinha com aquela mania constante de exaltar a raça negra. Quem me conhece sabe o quanto sou fã da cor, mas é apenas uma opção, gosto. Não gosto de loiros, nada contra, apenas me sinto atraida pelos morenos, mas não é por isso que vou ficar martelando nessa tecla.

Enfim, mas ouvi-la cantar sempre vale a pena, afinal "papai vadiou e mamãe gostou."

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Bandolins

Como fosse um par que
Nessa valsa triste
Se desenvolvesse
Ao som dos Bandolins...

E como não?
E por que não dizer
Que o mundo respirava mais
Se ela apertava assim...

Seu colo
Como se não fosse um tempo
Em que já fosse impróprio
Se dançar assim
Ela teimou e enfrentou
O mundo
Se rodopiando ao som
Dos bandolins...

Como fosse um lar
Seu corpo a valsa triste iluminava
E a noite caminhava assim
E como um par
O vento e a madrugada
Iluminavam a fada do meu botequim...

Valsando como valsa uma criança
Que entra na roda
A noite tá no fim
Ela valsando
Só na madrugada
Se julgando amada
Ao som dos Bandolins...

Oswaldo Montenegro

...


Tenho alguns LPs do Oswaldo Montenegro, na época o Cd ainda não estava em alta. Sempre gostei de ouvi-lo cantar e tive a oportunidade de ir a um show dele na Harmonia Lyra.

Nao me recordo o ano faz tempo, muito tempo.

domingo, 4 de janeiro de 2009

Retrato Cantado de Um Amor (...)

Veja bem
Nosso amor é perfeito
Pois até nos defeitos sabemos nos superar

Lembro sim
Maus momentos passamos
Mesmo assim suplantamos por confiar

Toda vez
Que converso com meu coração vejo a luz
Me sinto como um pecador aos pés da cruz
A confessar
Este amor
Frutifica-se a cada instante em mim
Me dando a certeza constante que não vai
Chegar ao fim

É que o teu calor
Tem grande fulgor
E excita o meu corpo
Tem lampejos de inspiração
Me conduz ao espaço seduzindo a razão

E além do mais
Me julgo incapaz
De viver um desamor

Pra finalizar
Resumindo essa história
Este é o retrato cantado que vem
Ratificar um grande amor

Reinaldo (Adilson Bispo / Zé Roberto)

....................................
Pra ser Minha Musa

Ela me traz o café na cama
Me ama como ninguém
Me chama meu preto, meu negô, meu dengo,
Meu bem
Me aclama, declama, reclama
Vive sempre a reclamar
De ingratidão me acusa
Faz tudo direito mais não leva jeito pra ser minha musa

Prepara a muqueca na hora do almoço
Se faz de dendéca até pra falar
Dá sempre uma intera se estou caido
Da sempre um gemido ao me ver passar
Ela diz que faz parte do meu show
E vive cantando a canção do Cazuza
Faz tudo direito mais não leva jeito pra ser minha musa

Me alisa sorrindo que nem Monalisa
Na transa me trança que nem Rapunzel
É tão Julieta que não vê muleta
Não vê erro meu e me põe lá no céu
Que coisa mais linda mais cheia de graça
É ela quem passa a calça e a blusa
Faz tudo direito mais não leva jeito pra ser minha musa!

Reinaldo (Arlindo Cruz/ Chiquinho/ Marquinhos PQD)

.......................................
Volta de Vez Pra Mim

O meu amor é seu
Eu não preciso nem provar
Foi tanto tempo pra deixar tudo acabar assim
Mas pelo amor de Deus
Tire esse mau do meu olhar
Faz outra vez o meu sol brilhar
Volta de vez pra mim

E depois de tanto tempo
Eu me vejo no abandono
E me sinto um cão sem dono
Sem abrigo pra ficar
E depois de tanto tempo
A minha dor volta pra casa
Meu sorriso cria asa
Meu sorriso quer chorar

Meu sorriso fez inveja em muita gente nesse mundo
Fui feliz cada segundo e o primeiro a te amar
Mas a dor vem de repente quando a gente perde tudo
Quando o canto fica mudo e vem o pranto em seu lugar

Reinaldo (Arlindo Cruz/ Chiquinho/ Marquinhos PQD)

.......
Oyá

Oyá
É o povo de cá pedindo pra não chover
Nossa gente ilhada precisa sobreviver
E levantam-se as mãos, pedindo pra deus oyá
Já não se vive sem farinha e pirão não há
Não haveria motivos pra gente desanimar
Se houvesse remédio pra gente remediar
Já vai longe a procura da cura que vai chegar
Lá no céu de Brasília estrelas irão cair
E a poeira de tanta sujeira há de subir

Oyá
Será que a força da fé que carrega nosso viver
Pode mover montanhas e jogar dentro do mar
Tanta gente de bem que só tem mal pra dar
Será que a força da fé que carrega nosso viver
Pode mover montanhas pra gente poder passar
É a nossa oração pedindo pra deus
Oya

Reinaldo (Carica/ Prateado)

...

Adoro ouvir esse homem cantar. Quinto show que prestigio...e vou em todos os outros que estiverem ao meu alcance...Tupy, Quênia, Festa Particular ou Casa de Bamba...
E depois de tanto show do "Príncipe do Pagode", uma só música não tem como definir...cada show deixou sua marca...


Sim, sem vergonha de ter o momento tiete...ele interpreta muito bem o que minha alma exala...

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Bye Bye Tristeza

Ninguém aqui é puro
Anjo ou demônio
Nem sabe a receita de viver feliz
Não dá prá separar o que é real do sonho...
E nem eu de você
E nem você de mim
E nem eu de você
E nem você de mim...

Eu não tô aqui prá sofrer
Vou sentir saudade prá que?
Quero ser feliz
Bye! Bye! Tristeza! Não precisa voltar...

Já sei errar sozinha sem pedir conselhos
Se eu sofrer quem é que vai chorar por mim?
Já sei olhar prá mim sem precisar de espêlhos...
Não me diga que não
E nem me diga sim
Não me diga que não
E nem me diga sim...

Eu não tô aqui prá sofrer
Vou sentir saudade prá que?
Quero ser feliz
Bye! Bye! Tristeza! Não precisa voltar...

Sandra de Sá (Carlos Colla)

...

No dia 22 de dezembro no setor 3 do Parque Vila Germânica. Alguns empresários organizaram o Natal Alles Blau Blumenau. Sandra de Sá e amigos fizeram um show gratuito para recuperar o ânimos dos atingidos com as enchentes. Não entrou água na minha casa não, mas não dispenso boa música e até que estava precisando de uma certa injeção de ânimo.
Entrada individual de Diego Figueiredo, Daniel Del Sarto, Jorge Vercillo, Preta Gil, Armandinho, Sergio Lorozza, Macal e por fim Sandra de Sá.Valeu a pena.


O ponto alto do show foi a canção Bye Bye tristeza onde todos os participantes subiram ao palco juntos utilizando a música ocmo uma espécie de hino.

Olhos Coloridos

Os meus olhos coloridos
Me fazem refletir
Eu estou sempre na minha
E não posso mais fugir...

Meu cabelo enrolado
Todos querem imitar
Eles estão baratinados
Também querem enrolar...

Você ri da minha roupa
Você ri do meu cabelo
Você ri da minha pele
Você ri do meu sorriso...

A verdade é que você
(Todo brasileiro tem!)Tem sangue crioulo
Tem cabelo duro
Sarará, sarará
Sarará, sarará

Sarará crioulo...
Sarará crioulo
Sarará crioulo...


Sandra de Sá (Macau)

Não Quero Dinheiro

Vou pedir prá você voltar
Vou pedir prá você ficar
Eu te amo!
Eu te quero bem...

Vou pedir prá você gostar
Vou pedir prá você me amar
Eu te amo!Eu te adoro, meu amor!...

A semana inteira
Fiquei esperando
Prá te ver sorrindo
Prá te ver cantando
Quando a gente ama
Não pensa em dinheiro
Só se quer amar Se quer amar Se quer amar
De jeito maneira
Não quero dinheiro
Quero amor sincero
Isto é que eu espero
Grito ao mundo inteiro
Não quero dinheiro
Eu só quero amar!

Te espero para ver se você vem
Não te troco nesta vida por ninguém
Porque eu te amo!
Eu te quero bem...

Acontece que na vida a gente tem
Que ser feliz por ser amado por alguém
Porque eu te amo
Eu te adoro, meu amor!...


Sergio Loroza (Tim Maia)

Ursinho De Dormir

E hoje eu descobri
O quanto eu te quero
Ursinho de dormir
Vem que eu te espero assim
Eu hei de conquistar
Teu coração durão demais
Que não quis pagar pra ver
Nem dá o braço a torcer

Eu vou te levar pro mar
Nas pedras eu vou te amar
E ao ver o sol se pôr
Eu vou te matar de amor
E eu vou te levar pro céu
Pra onde você quiser
Eu tenho um beck pra depois
Pra brindar o infinito de nós dois,
De nós dois, de nós dois


Armandinho

Sinais de Fogo

Quando você me vê
Eu vejo acender
Outra vez aquela chama
Então pra que se esconder
Você deve saber
O quanto me ama

Que distância vai guardar nossa saudade
Que lugar vou te encontrar de novo
Fazer sinais de fogo
Pra você me ver
Quando eu te vi, e te conheci
Não quis acreditar na solidão
E nem demais em nós dois
Pra não encanar

Eu me arrumo, eu me enfeito, eu me ajeito
Eu interrogo meu espelho
Espelho que eu me olho
Pra você me ver

Porque você não olha cara a cara
Fica nesse passa não passa
O que falta é coragem
Foi atrás de mim na Guanabara
Eu te procurando pela Lapa
Nós perdemos a viagem


Preta Gil (Ana Carolina/Totonho Villeroy)

Chega de Fingir

Chega de fingir
Eu não tenho nada à esconder
Agora é prá valer
Haja o que houver...

Não tô nem aí
Eu não tô nem aqui pro que dizem
Eu quero é ser feliz
E viver prá ti...

Pode me abraçar sem medo
Pode encostar tua mão na minha...

Meu amor!
Deixa o tempo se arrastar sem fim
Meu amor!
Não há mal nenhum gostar assim
Oh! Meu bem!
Acredite no final feliz
Meu amor! Meu amor!....


Jorge Vercilo

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

A Lua Que Eu Te Dei

Posso te falar dos sonhos
Das flores
De como a cidade mudou
Posso te falar do medo
Do meu desejo, do meu amor...
Posso falar da tarde que cai
E aos poucos deixa ver
No céu a Lua
Que um dia eu te dei...

Gosto de fechar os olhos
Fugir no tempo
De me perder
Posso até perder a hora
Mas sei
Que já passou das seis...
Sei que não há no mundo
Quem possa te dizer
Que não é tua
A Lua que eu te dei...
Pra brilhar
Por onde você for
Me queira bem
Durma bem
Meu Amor...

Eu posso falar
Da tarde que cai
E aos poucos deixa ver
No céu a Lua
Que um dia eu te dei...
Pra brilhar
Por onde você for
Me queira bem
Durma bem
Meu amor...

Durma bem
Me queira bem
Meu Amor...

A Lua que eu te dei!

Ivete Sangalo (Herbert Vianna)

...


Show da Ivete Sangalo na Expoville. Ela é ótima, carisma mil, mas não curti muito o show, não por ela, mas pelo local. Acústica horrível, muito cheio, e eu como diz um amigo, por não ser muito favorecida verticalmente, tenho que me afastar do palco para poder ver alguma coisa. Oito ou oitenta, ou lá na frente no gargalo, ou bem longe pra pegar ângulo. Optei pelo bem longe, pois detesto esse tipo de muvuca, me da falta de ar. E o som não chegava, chegava diferente. Ou bem ouvia e dançava conforme o que chegava aos meus ouvidos, ou bem copiava a danada da Ivete. Resumindo fui me preocupar com a sincronia das coisas, acabei que não aproveitei o show do jeito que deveria, ao máximo. Mas mesmo com tudo isso, deu pra rir muito com essas gurias...

domingo, 14 de dezembro de 2008

Tudo, menos amor

Tudo que quisereste darei ó flor!
menos meu amor
darei carinho se tiveres a necessidade
e peço a deus para lhe dar muita felicidade
infelizmente só não posso ter-te para mim
coisas da vida, é mesmo assim
embora saiba que me tens tão grande adoração
eu sigo a ordem e essa é dada por meu coração
neste romance existem lances sensacionais
mas te dar o meu amor, jamais


A gente ama verdadeiramente uma vez
outras são puras fantasias digo com nitidez
mais uma história de linguagens sensíveis e reais
o que quiseres mas, o meu amor, jamais
tudo que quiseres


Monarco (Marquinhos Diniz)

...

Mais um samba da melhor qualidade...

Show na Tupy, com Marquinhos Diniz. Junho de 2008.

Na verdade a Familia Diniz já é visitante assídua de Joinville.



Do leme ao pontal / Descobridor dos sete mares

Do leme ao pontal
Não há nada igual
Do leme ao pontal
Do leme ao pontal
Não há nada igual no mundo

Sem contar com calabouço, flamengo, botafogo,Urca, praia vermelha.

Do leme ao pontalNão há nada igual...

Sem contar com calabouço, flamengo, botafogo,Urca, praia vermelha.

Tomo guaraná, suco de cajú, goiabada para sobremesa...

(...)

Uma luz azul me guia
Com a firmeza e os lampejos do farol
E os recifes lá de cima
Me avisam dos perigos de chegar
Angra dos Reis e Ipanema
Iracema, Itamaracá
Porto Seguro, São Vicente
Braços abertos sempre a esperar

Pois bem, cheguei
Quero ficar bem à vontade
Na verdade eu sou assim
Descobridor dos sete mares
Navegar eu quero

No mar a luz azul me guia
Com a firmeza e os lampejos do farol
E os recifes lá de cima
Me avisam dos perigos de chegar
Angra dos Reis e Ipanema
Iracema, Itamaracá
Porto Seguro, São Vicente
Braços abertos sempre a esperar

Pois bem, cheguei
Quero ficar bem à vontade
Na verdade eu sou assim
Descobridor dos sete mares
Navegar eu quero

Tim Maia (Monobloco)

...

Show do Monobloco em Curitiba, outubro de 2008.
Não tem como ficar parado na frente daquela bateira perfeita...você sai do show revigorado...


M.O.N.O.B.L.O.C.O...que beleza.
Uh MONOBLOCO!!!

sábado, 6 de dezembro de 2008

Lucidez

Ueraia... Ueraraue... Ueraia...

Por favor!
Não me olhe assim
Se não For viver só para mim...

Aliás!
Se isto acontecer
Tanto faz
Já me fiz por merecer...

Mas cuidado não vá se entregar
Nosso caso não pode vazar
É tão bom se querer
Sem saber
Como vai terminar...

Onde a lucidez se aninhar
Pode deixar
Quando a solidão apertar
Olhe pro lado
Olhe pro lado
Que eu estarei por lá...

Cleber Augusto e Jorge Aragão

...

Há dois anos, fui passar um final de semana em Florianópolis com a Moni. O objetivo principal do final de semana era samba o máximo de tempo que conseguíssemos. Ela era minha parceirassa pra samba, não interessava o local, podia ser o pior dos botecos, mas se o samba era de raiz, e bom, estavamos dentro e com certeza voltaríamos.No sábado fomos conhecer um restaurante chamado "Praça 11". Perfeito. Um casarão, com um quintal enorme nos fundos, com uma tenda para os músicos e muitas árvores que faziam um sombreiro maravilhoso e aconchegante. Servem um feijão gostoso, e o samba da melhor qualidade. Partido alto, dolência...e eis que do nada surge "o cara". Não, não era um gatinho especial, mas um compositor maravilhoso, ex integrante do grupo que sou fã de carteirinha, Fundo de Quintal. Cleber Augusto, seu nome.


Momento tiete com muito orgulho. Apareceu pra dar uma canja. Eu tava no céu...
Ele compôs essa música junto com Jorge Aragão, e ontem uma pessoa especial me fez lembrar dessa foto.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Aviso Aos Navegantes

Se existe alguém na linha
Se tem alguém no ar
Por favor responda agora
Não me faça esperar...

Há uma certa urgência
Alô informação!
Aqui sou eu sozinho
Do outro lado
Não sei não Sei!...

Instalei uma antena
E lancei um sinal
Há nada no radar
Procuro no dial...

Aviso aos navegantes
Tem mais alguém aí?
Só ouço o som da minha
Própria voz a repetir...

S.O.S. Solidão!Oh! Oh! Oh! Oh! Oh!
S.O.S. Solidão!Comigo não!...
S.O.S. Solidão!

...


Show do Lulu Santos
Centreventos
Joinville
2008

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Além da Razão

Por te amar eu pintei um azul pro céu se admirar
Até o mar adocei e das pedras leite eu fiz brotar
De um vulgar fiz um rei e do nada um império pra te dar
E a cantar eu direi o que eu acho então o que é amar

É uma fonte lá atrás do monte do horizonte
Jardim sem espinho
Vinho que vai bem em qualquer canção
Roupa de vestir em qualquer estação
É uma dança paz de criança que só se alcança
Se houver carinho
É estar além da simples razão
Basta não mentir pro seu coração
Laia laialá...

...

Show do Sombrinha...sem palavras.



Amo amo amo...

domingo, 2 de novembro de 2008

Stars

Anyone who ever held you
Would tell you the way I'm feeling
Anyone who ever wanted you
Would try to tell you what I feel inside
The only thing I ever wanted
Was the feeling that you ain't faking
The only one you ever thought about
Wait a minute, can't you see

That IÂ…
Wanna fall from the stars
Straight into your arms
IÂ… I feel you
I hope you comprehend

For the man who tried to hurt you
He's explaining the way I'm feeling
For all the jealousy I caused you
States the reason why I'm trying to hide
As for all the things you taught me
It sends my future into clearer dimensions
You'll never know how much you hurt me
Stay a minute, can't you see

That IÂ…
Wanna fall from the stars
Straight into your arms
IÂ… I feel you
I hope you comprehend

Too many hearts are broken
A lover's promise never came with a maybe
So many words are left unspoken
The silent voices are driving me crazy
After all the pain you caused me
Making up could never be your intention
You'll never know how much you hurt me
Stay, can't you see

That IÂ…
Wanna fall from the stars
Straight into your arms
IÂ… I feel youI hope you comprehend
That IÂ…
Wanna fall from the stars
Straight into your arms
IÂ… I feel you
I hope you comprehend

Simply Red

...

A Caro...amigona desde criança, uma das mais palhaças, moramos juntas em Bal. Camboriú na época da faculdade e dividimos o mesmo quarto. São "N" histórias que adoramos recontar a cada novo encontro e essa música inclui uma delas. Ela adorava cantar na frente do espelho usando a escova de cabelo como microfone, e um dia quando cheguei da faculdade sozinha, fui ligar o som e coloquei uma fita que estava no deck(naquele tempo ainda não tinhamos CD), e quando comecei a ouvir era a voz da Caro cantando Simple Red...senhor, ri muito sozinha e deixei no ponto pra hora que ela chegasse eu ligar "no talo"...ela quase chorou de vergonha e berrava dizendo que isso era invasão de privacidade....amo essa cantora de chuveiro!!!

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Salada Mista

Piveti a casa caiu
então segura não jogo conversa fora
chegou a sua hora, note sinta a mistura
a mistura Johow
vem e pum
eu vou te mostrar o que é mistura de porrada
se ligue bum, sinta qual é sinta viagem
eu te liguei se segura, encare, estale
mente forte,você tem que se ligar
segura a onda Edu.k...
pá, pum, pum, pá
o que é que há?
foi o mano piveti que mandou me chamar
por isso tô aqui e agora vou falá
se liga vagabundo tá na hora de acordar
só num vê quem não quer
não da pra ignorar o futuro é a mistura
o negócio é mixar
punk, hardcore, hip-hop animar
segura ai Mau que a bomba vai estourar...

Cláudia- Mau-Edu.k

...


Uma das coreografias que mais gostei de dançar. O ano foi 1996, coreografia Piveti de Anilton Carlos, mais conhecido como Kairê, um grande amigo meu.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Jeito de Seduzir

De repente me vem você
Com esse jeito de seduzir
Me fazendo de vez sentir
Uma nova emoção brotar

Existia uma dor em mim
Mas preciso continuar
A tristeza chegou ao fim
E esse louco desejo
Nos une devagar
E aos poucos lhe vejo
Querendo se entregar

O amor me pegou assim
Conduzindo meu coração
E por mais que eu lhe diga não
Dessa vez veio pra ficar
Já não dá pra conter, eu sei
Se negar vou me machucar
É preciso reconhecer
Que entre nós vai continuar, não consigo evitar

Negritude Junior

...


Essa foi minha primeira apresentação de dança de salão, o parceiro era gigante, o Edvaldo. Edvaldo "de Jesus".Era o meu professor de dança de salão. Faz anos que não o vejo. Saudades. Dançamos esse pagodinho meloso na voz de Netinho. Na verdade eram duas músicas que dançavamos, porém foi apenas essa que marcou, pois eu entrava sozinha no palco tentando seduzi-lo...huahauhaua...nunca conseguiria...hahauahauhua.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Ela só Quer Saber de Sambar

A semana inteira ela só quer saber de sambar
A semana inteira ela só quer saber de zoar
Parou com tudo, trancou faculdade,largou o estudo
Não quer trabalhar
Ela só quer saber de sambar

Já tem amizade com a rapaziada
Já tem passe livre em qualquer parada
Não importa onde seja o pagode que ela vai lá(vai lá, vai lá)
Conhece de cór todo o repertório
E fica bolada se tem falatório
Na roda de samba, só samba ela quer escutar

A semana...

Não tem tempo quente, não tem temporal
No morro no asfalto chega na moral
Não importa se é microfonado ou só no gogó(Gogó, gogó)
Partido ela bate na palma da mão
Dolente ela canta com o coração
Ela faz ser bemol, sustenido, maior ou menor

A semana...

Fundo de Quintal

...

Na verdade essa música não tocava nos sambas que eu frequentava na época, ela é mais recente, mas ganhei o DVD do fundo de quintal, e sempre que coloco (e esse sempre é muito mesmo), ao ouvir essa música me reporto para um tempo bom demais. Tinha trancado a faculdade, voltei pra Joinville, e era samba de quarta a domingo. Quarta Rariah, com os calouros do Koskark; quinta Bar da Sandra, com Sandro, Pestinha e Jairo; sexta, Tropical; sábado, mais tropical, com um leve toque de Chamonix pra quebrar a rotina, domingo Fofão. Senhor! Muito samba bom, na época pagode ainda era pouco, então podiamos curtir o samba raiz sem quebrar o foco. Não, hoje não da pra largar tudo e me jogar no samba, mas tenho curtido a adaptação. Tem um pessoal legal se concentrando, e o samba tem sido da melhor qualidade. Não me esbaldo mais de quarta a domingo, até mesmo porque aqui nem tem tanto samba, mas as segundas estão sendo bem produtivas...rs.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Sentidos

Não quero seu sorriso
Quero sua boca
No meu rosto
Sorrindo pra mim

Não quero seus olhares
Quero seus cílios
Nos meus olhos
Piscando pra mim

Transfere pro meu corpo
Seus sentidos
Pra eu sentir
A sua dor, os seus gemidos
E entender porque
Quero você !

Não quero seu suor
Quero seus poros
Na minha pele
Explodindo de calor.

Zélia Duncan

...

Quem Sandra? O cara de Santos?? Ainda???
Então gente, esse é o cara de santos...Fernando.


Essa música lembra ele. Uma vez, há anos atrás, 95 ou 96, mandei prá ele a letra dessa música. E Zélia Duncan acabou embalando o ínicio de uma história de amor que tenho muito carinho. Perdi o cd, ganhei outro, achei o anterior e acabei repassando a ele. Assim também foi nossa história.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Rockafeller Skank

DJ: WBCN who's this?
Brad: Hey this is Brad (this is Brad this is)
DJ: Now uh who's your favorite artist, whodo you want to hear?
Brad: Well m my favorite artist right now is
Fatboy Slim, that guy kicks ass.
DJ: How tremendous is Fatboy Slim?
Brad: The band of the 90's, if you want to call
it a band because it's a one man name.
DJ: Wow...fatboy, and you want to hear that
new fatboy song?
Brad: Absolutely.
DJ: Which one?
Brad: The um funk soul brother check it out.
DJ: Sing it, I don't know which one.
Brad: Right about now, the funk soul brother
check it out now, the funk soul brother.

Right About Now
The Funk Soul Brother, Check It Out Now
The Funk Soul Brother, Right About Now
The Funk Soul Brother, Check It Out Now
The Funk Soul Brother, Right About Now
The Funk Soul Brother, Check It Out Now
The Funk Soul Brother, Right About Now
The Funk Soul Brother, Check It Out Now
The Funk Soul Brother, Right About Now
The Funk Soul Brother, Check It Out Now
The Funk Soul Brother, Right About Now
The Funk Soul Brother, Right About Now
'bout now
'bout now
'bout now

Fatboy Slim

...

Terrível a letra, mais vazia impossível...mas fazer o quê né?! Nem sempre escolhemos a trilha sonora da nossa vida...essa caiu com tudo dentro da minha. Eu e o Clau tínhamos um programa de tv (independente) chamado Tenda Brasil. Uma idéia legal, comercial, mas totalmente fútil, aos meus olhos. Mais tarde virou uma festa e passamos a vende-la na agência como as demais. Assim como ele, também me metia a fazer mil e uma coisas, e uma delas está ai. Performance em Bento Gonçalves...Senhor!!!


"Right About Now"

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

I Got You Babe

They say we're young and we don't know
Won't find out until we grow
Well I don't know babe if that's true
'Cause you got me baby, I got you

Babe, I got you babe
I got you babe

They say our love won't pay the rent
Before it's earned our money's always spent
I guess that's so, we don't have a lot
But at least I'm sure of all the things we got

Babe, I got you babe
I got you babe

I got flowers in the spring
I got you to wear my ring
And when I'm sad, you're a clown
And when I get scared you're always around

So then they say your hair's too long
I don't care, with you I can't go wrong
Then put your little hand in mine
There ain`t no hill or mountain we can't climb

Babe, I got you babe
I got you babe

I got you babe
I got you to hold my hand
I got you to understand
I got you to walk with me
I got you to talk with me
I got you to kiss goodnight
I got you to hold me tight
I got you and won't let go
I got you to love me so
I got you, babe

UB40

...


Verão início dos anos 90...Meu primeiro carrinho, um Uno vermelho, rodou bastante entre Barra Velha e Piçarras...Bons tempos em que passava praticamente as férias toda na praia. Saia toda noite, acordava meio dia, ia pra praia, torrava no sol, voltava pra casa comer almoço bom da mãe ou terrível da vó (tadinha), dormia mais um pouquinho, tomava sorvete, jogava taco, mil voltas na quadra ou sentava na frente do Siri Bar. Baralho, canastra, truco, mash mash, dorminhoco...as meninas riam até fazer xixi na calça.
Quitelo, Rancho da Lagoa, Iate Club, Canoa Virada, Chão de Areia, Rariah, e Bali Hai...minhas noitadas acabaram por ai...passei por todas essas tendências.
Tinha amizade e amores de verão...As melhores férias eram sempre em Barra Velha...Essa música lembra essa fase, mais uma época saudosa, com pessoas queridas e momentos inesquecíveis.

Hoje em dia a praia não é mais tão badalada, na verdade acho que nunca foi, apenas pra quem estava lá...só quem passou esses dias de verão que sentia saudades ao chegar o carnaval...

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Soco, Bate, Vira

soco, soco, bate, bate
soco, soco, vira, vira
soco, bate, soco, vira
soco, bate, vira

você brinca com o amigo
você brinca até sozinho
pode ser na perna, com a mão
pode ser na mão, com a mão
quem embola, se enrola
preste muita atenção
porque tudo temque ser rapidão

soco, soco mão fechada
bate, bate mão aberta
se tocar
se bater fora
bobeou a gente erra
tá na hora de brincar
vou fazer bem devagar
porque logo, logo vai acelerar

soco, soco, bate, bate
soco, soco, vira, vira
soco, bate, soco, vira
soco, bate, vira

Xuxa

...


No Dia das Crianças, o laboratório KG faz um evento social, fechando a rua e oferecendo a comunidade serviços e muita diversão para criançada. Durante algum tempo fui parceira e fazia minhas macaquices como a "Palhaça Bailarina". Essa foi a primeira vez que minha filha subiu no palco comigo e participou ativamente.
"Soco soco, bate bate, soco soco, vira vira..."

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

É só querer

É só querer
Para o bem querer
É só brincar
Pra poder sonhar
Depois contar quantas histórias eu desejar....

Era uma vez
Eram duas, três
Passou-se um dia
E foi-se um mês
Depois de um ano
Era outra vez
Mais uma história assim se fez...

Láia, láia...la laia laia...

...


Atualmente minha vida profissional me afasta de muitos momentos com minha filha, estou me referindo a quantidade, não qualidade. Porém, sabemos aproveitar nossos momentos com muita cor e brilho. Como afirma minha amiga Tati: "Tempo de qualidade, tua principal linguagem de amor".

Nos finais de semana, costumamos ir à contação de histórias. Um projeto muito bacana de algumas livrarias de Joinville. E a contação tem uma magia toda diferente quando contada pela Fada Flora e a Horrorozimba que começam sempre cantando essa música lindinha.

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Fico Assim Sem Você

Avião sem asa
Fogueira sem brasa
Sou eu, assim, sem você
Futebol sem bola
Piu-piu sem Frajola
Sou eu, assim, sem você...

Porque é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil alto-falantes
Vão poder falar por mim...

Amor sem beijinho
Buchecha sem Claudinho
Sou eu, assim, sem você
Circo sem palhaço
Namoro sem amasso
Sou eu, assim, sem você...

Tô louca pra te ver chegar
Tô louca pra te ter nas mãos
Deitar no teu abraço
Retomar o pedaço
Que falta no meu coração...

Eu não existo longe de você
E a solidão, é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver
Mas o relógio tá de mal comigo...

Por quê? Por quê?

Neném sem chupeta
Romeu sem Julieta
Sou eu, assim, sem você
Carro sem estrada
Queijo sem goiabada
Sou eu, assim, sem você...

Porque é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil alto-falantes
Vão poder falar por mim...

Eu não existo longe de você
E a solidão, é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver
Mas o relógio tá de mal comigo...

Adriana Calcanhotto - Abdullah / Cacá Moraes

...

Minha princesa...

Sempre cantava essa música prá ela, portanto por este motivo já era marcante, mas no ano de 2005 a escola escolheu essa música para homenagear os pais justamente no dia dos pais. Ela estava lá na frente, linda como sempre, mas dessa vez ela sentiu diferente...começou a cantar mas se emocionou. Parou. Ficou me olhando, então comecei a cantar prá ela e então correu pro meu colo...choramos juntas...Mas passou...e hoje continuamos cantando essa música com brilho nos olhos...um brilho de cumplicidade, amizade, amor incondicional, e muita, muita felicidade.



Te amo do tamanho do Universo!!!

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Ladainha Toni Vargas / Chulas

Certa vez
Perguntaram a seu Pastinha
O que era Capoeira
E ele, mestre velho respeitado
Ficou um tempo calado
Revirando a sua alma
Depois, respondeu com calma
Em forma de Ladainha
A capoeira, é um jogo,
E um brinquedo
É se respeitar o medo
E dosar bem coragem
É uma luta,
É manha de mandingueiro
É o vento no veleiro
Um lamento na senzala
É um corpo arrepiado
É um berimbau bem tocado
O sorriso de um menininho
A capoeira
É o vôo de um passarinho
O bote de cobra coral
Sentir na boca,
Todo o gosto do perigo
Se sorrir para o inimigo
E apertar a sua mão
É o grito de Zumbi
Ecoando nos Quilombos
É se levantar do tombo
Antes de chegar no chão
É o ódio
É a esperança que nasce,
Um tapa explodiu na face
E foi arder no coração
Enfim, é aceitar o desafio
Com vontade de lutar
A Capoeira
É um barco pequenino
Solto nas ondas do mar
É um peixe, é um peixinho
Solto nas ondas do mar.
É um barco peregrino(Coro)
Que vaga sem destino(coro)

.................

Ôh cabelo enrolado,
Enrolado, enrolado,
Enrolado, êh
Ôh cabelo enrolado,
Enrolado, enrolado,
Enrolado, êh
(o (Coro) repete)
Esse jogo de Angola é bonito de ver
Ôh cabelo enrolado,
Enrolado, enrolado,
Enrolado, êh

.................

Angola êh êh, Angola êh êh Angola
Angola êh êh, Angola êh êh Angola

Vamos embora êh êh, Vamos embora Camara
Pro mundo afora êh êh, Pro mundo afora Camara

Angola êh êh, Angola êh êh Angola
Angola êh êh, Angola êh êh Angola

...


Na verdade além das chulas, algumas ladainhas ficaram marcadas nessa roda de capoeira em Terezópolis...

Eu e minha amiga Jana nos jogamos numa excursão onde mal conheciamos os capoeristas, mas sabiamos que o evento ia ser de uma grandeza espetácular.

Mestres como Leopoldina, Boa Gente, Gildo Alfinete, Claudio Angoleiro, entre outros, Peixinho, Gato, Ramos, enfim...Presenciamos uma roda com uma energia inesquecível...

sábado, 12 de julho de 2008

This woman's work

Pray God you can cope
I stand outside
This woman's work
This woman's world
Oooh, its hard on the man
Now his part is over
Now starts the craft, of the Father

I know you've got a little life in you yet
I know you've got a lot of strength left
I know you've got a little life in you yet
I know you've got a lot of strength left

I should be crying
But I just can't let it show
I should be hoping
But I can't stop thinking
All the things we should've said
That I never said
All the things we should've done
That we never did
All the things we should've given
But I didn't
Oh darling make it go
Make it go away

Give me these moments back
Give them back to me
Give that little kiss
Give me your hand

Maxwell

...

Mais uma de nossas músicas. É engraçado isso, quando amamos alguém temos muitos momentos maravilhosos, e muitas vezes associamos o momento a um lugar, música, enfim...Eu como uma audilogista atuante teria que associar a algo sonoro... Essa música era uma daquelas especiais que colocávamos pra namorar, ficar abraçadinhos, num dos nossos jantares românticos, mas não foi por esses motivos que ela acabou marcando...e sim por um momento um pouco mais dolorido. Ele morreu num acidente de carro e longe de casa. Não quis ver o carro, acabei vendendo o que sobrou dele, mas o cara que comprou a carcaça quando veio assinar os papéis me trouxe o radio/cd do carro mesmo sem saber se funcionava. Deixei guardado por um bom tempo, até que resolvi testa-lo e então instalar no meu carro. Fui a uma auto elétrica e pra minha surpresa (viu como ele adorava surpresa) o CD com a nossa música estava preso dentro do som, e adivinha qual era a música que estava tocando no exato momento do acidente???Quer mais???
Então presta atenção no que diz letra da música...


Gamei

Quando eu vi
Me amarrei
No teu sorriso
Sonhei!
Eu sonhava que o sol
Namorava o luar
E as nuvens do céu
Beijavam o azul do mar...


Meu amor!
Meu prazer!
Minha paixão é você
Deusa linda do amor
Toma conta de mim
O destino traçou
Prá nunca mais ter fim...


Te amo e não tem jeito
Você é minha sina
Te amo meu amor
Menina!
Te amo e não tem jeito
Você me alucina
Te amar é bom demais
Menina!


Gamei!
No corpo bronzeado
Ganhei!
Um beijo assanhado
Fiquei!
Todinho arrepiado
Parei!
Surpreso e acanhado
Dancei!
De rostinho colado
Olhei!
Bumbum arrebitado
Gostei!
Perfume importado
Amei!
Já sou teu namorado
Gamei!...


Gamei! Gamei! Gamei!Gamei!


Délcio Luiz e André Renato

...


Como já disse o Clau adorava festas, e não sei o que o fazia pensar que uma festa surpresa a cada ano iria continuar sendo surpresa...rs. Acabou virando uma rotina, mas uma rotina maravilhosa, pelo menos pra mim que era a homenageada, já para meus amigos, acho que já estavam um pouco de saco cheio...mas isso mostra que ele nunca perdeu o prazer da conquista, ele manteve essa chama acesa durante nosso casamento...Foi pouco o tempo que a vida nos permitiu viver um ao lado do outro, mas foi a história de amor mais real que tive até hoje... Éramos muito diferentes. Eu amo samba, gostava de um pagodinho, já ele era do pop...mas como todo relacionamento sadio, nos respeitávamos e mantivemos nossas diferenças... Nesse aniversário "surpresa" ele chamou um grupo de pagode, e fez uma serenata pra mim e tentou cantar, (digo tentou porque ele havia esquecido os óculos dentro de casa e a letra era miudinha no encarte do CD, portanto ele tentou cantar) uma de nossas músicas...Ele era lindo, tinha orgulho em amar e demonstrar seu amor, era dedicado, se entregou de corpo e alma a sua decisão em me amar!!!

Eu Sei Que Vou Te Amar

Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida
Eu vou te amar
A cada despedida
Eu vou te amar
Desesperadamente
Eu sei que vou te amar..

E cada verso meu será
Prá te dizer
Que eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida...

Eu sei que vou chorar
A cada ausência tua eu vou chorar
Mas cada volta tua há de apagar
O que essa tua ausência me causou...

Eu sei que vou sofrer
A eterna desventura de viver
À espera de viver ao lado teu
Por toda a minha vida...

Vinícius de Morais/Tom Jobim

...


Foi a música que entrei na cerimônia religiosa...
Depois de casados, meu marido chamou uma amigona minha, que é cantora, Ana Paula da Silva(Aninha pra mim), e ela então cantou numa das Ns festas surpresas que ele armava...rs...
Mas essa me surpreendeu mesmo, fiquei supresa sim e muito emocionada....

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Valeu demais

Ah valeu, valeu demais, valeu demais
Tudo o que a gente passou
Tudo, tudo que a gente criou
Foi maravilhoso, inesquecível, demais

Tudo o que a gente brigou
Todas que a gente dançou
Foi maravilhoso, inesquecível, demais

Mas, você não está aqui
Mas, por que que isso aconteceu
Mas, eu quero dizer agora
Sem onda, sem hora, porque
Valeu, Valeu demais.

Leandro Lehart

...

A gente morre pela boca mesmo...Cansei de falar pra minhas amigas que quando casasse faria uma despedida de solteira e não um chá de panela queria uma completa, com direito a tudo...Claro que queria um striper na minha despedida, mas como disse, morremos pela boca...Casei com o cara que vendia e apresentava o The Ladies First, acabei conhecendo todos os garotões sarados do clube, inclusive um deles foi padrinho de casamento e outro padrinho da minha filha, ou seja, esquece a despedida, volta o chá de panela...Enfim, mas o que importa é que foi divertido e com amigas que amo muito...uma delas, a Nê, acabou me sacaneando nas "prendas" e me fez cantar uma música(essa ai em cima)...Ela sabia o significado...E eu que não bebo, e naquele dia parecia um peru de festa com bebida empurrada goela abaixo, cantei e me acabei de chorar pensando no passo que estava dando a frente e no que tinha que deixar para trás....



Valeu...Valeu demais mesmo...

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Glory Box


I'm so tired, of playing
Playing with this bow and arrow
Gonna give my heart away
Leave it to the other girls to play
For I've been a temptress too long

Just...

Give me a reason to love you
Give me a reason to be ee, a woman
I just wanna be a woman

From this time, unchained
We're all looking at a different picture
Thru this new frame of mind
A thousand flowers could bloom
Move over, and give us some room

Give me a reason to love you
Give me a reason to be ee, a woman
I just wanna be a woman

So don't you stop, being a man
Just take a little look from our side when you can
Sow a little tenderness
No matter if you cry

Give me a reason to love you
Give me a reason to be ee, a woman
Its all I wanna be is all woman

For this is the beginning of forever and ever
Its time to move over... ...
Portishead

...

Essa música começou a marcar ontem....mas não pra mim...vai ficar na minha trilha sonora de mais um momento somente quando o planejado e construido a dois acontecer.
...praia...noite...luar...promessa...farol...espera...desejo...paixão...furia...amor...dois... loucura...sanidade...colo...proteção...entrega total...
Give me a reason to love you

domingo, 8 de junho de 2008

Sandina

Sábado todo,
eu chorei de mágoa
Minha garota,
foi pra Manágua

Lutar pela revolução
Lutar pela revolução
Todo mundo, vai embora
Todo mundo, tem sua hora

Ela me deixou,
me trocou
Por um sandinista especialista em granada

Replicantes

...

Ontem tivemos nosso reencontro da turma do Colégio Bom Jesus. Fiz o cinetífico lá, nem se chama mais científico né? Agora é ensino médio. Quem organizou foi a Ana Rubia, claro que não conseguimos reunir a grande maioria, mas foi uma noite muito legal. Reencontramos muitos que há tempos não viamos...

Professores: J.J., Cristo, Sônia, Bertoldi, Cristo, Maria Célia...
Amigos: Ana Rubia, Karina, Ana Paula, Astridt, Tita, Paty, Francis, Cris, Sheila, Deise, Ju, Andrey, Tetão, Alceu, Tufi, Marcelo, Aron, Pacheco, Murta...



Muita risada, muita sessão nostálgia, muita música dos anos 80, Dj do Tenis não é pouca coisa não.

A que mais marcou foi Sandina, Replicantes...nem lembrava que essa música existia, mas quando ela começou a tocar...nossa....eu nem cantava junto, eu berrava...."...lutar pela revolução..."

sábado, 7 de junho de 2008

Marcas do Que se Foi

Este ano quero paz
No meu coração
Quem quiser ter um amigo
Que me dê a mão...

O tempo passa e com ele
Caminhamos todos juntos
Sem parar
Nossos passos pelo chão
Vão ficar...

Marcas do que se foi
Sonhos que vamos ter
Como todo dia nasce
Novo em cada amanhecer...

Os Incríveis

...

Faculdade, festinhas à parte, comissão de formatura formada por apenas duas pessoas, uma sala com 60 meninas, iniciam os preparativos para o grande dia. Neste meio tempo, churrascos, encontros eram o que mais realizávamos, e num deles onde convidamos nossas homenageadas, nossa colega de turma, a prof. Gladys, depois de beber todas, puxa a música Marcas do que se foi, a qual virou hit da nossa turma no meio de gargalhadas e lagrimas.No grande dia demos um toque especial, convidamos o coral dos Deficientes Auditivos da UNIVALI para traduzir em gestos e dar uma roupagem nova...Foi emocionante.


Na foto, Gladys ainda acordada....

sábado, 31 de maio de 2008

Rosa

Tu és divina e graciosa
Estátua majestosa
No amor!
Por Deus esculturada
E formada com ardor...

Da alma da mais linda flor
De mais ativo olôr
Que na vida é preferida
Pelo beija-flor...

Se Deus
Me fora tão clemente
Aqui neste ambiente
De luz, formada numa tela
Deslumbrante e bela...

Teu coração
Junto ao meu lanceado
Pregado e crucificado
Sobre a rosa e a cruz
Do arfante peito teu...

Tu és a forma ideal
Estátua magistral
Oh! alma perenal
Do meu primeiro amor
Sublime amor...

Tu és de Deus
A soberana flor
Tu és de Deus a criação
Que em todo coração
Sepultas um amor...

O riso, a fé, a dor
Em sândalos olentes
Cheios de sabor
Em vozes tão dolentes
Como um sonho em flor...

És láctea estrela
És mãe da realeza
És tudo enfim
Que tem de belo
Em todo resplendor
Da santa natureza...

Perdão!
Se ouso confessar-te
Eu hei de sempre amar-te
Oh! flor!
Meu peito não resiste
Oh! meu Deus
O quanto é triste
A incerteza de um amor
Que mais me faz penar
Em esperar
Em conduzir-te
Um dia ao pé do altar...

Jurar aos pés do Onipotente
Em preces comoventes
De dor, e receber a unção
Da tua gratidão...

Depois de remir meus desejos
Em nuvens de beijos
Hei de envolver-te
Até meu padecer
De todo fenecer...

Pixinguinha

...

Barra Velha... A praia não era das mais esplendidas...
Cristo...Não, não era o redentor...
Lua...Não era cheia, mas enfeitiçava...
Carro...E não era conversível...
2...O número par mais lindo que existe...
Trilha sonora...Rosa...
Declamada palavra por palavra olhando dentro dos meus olhos...


Claro que fiquei apaixonada pelo garoto moreno, engraçado, intelectual, que me deu de presente A Rosa de Pixinguinha...
Acho que foi a partir desta paixão que meu gosto musical se direcionou...

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Amigos Para Siempre

I don't have to say
A word to you
You seem to know
Whatever mood
I'm going through
Feels as though
I've known you forever

YouCan look into my eyes and see
The way I feelAnd how
The world is treating me
Maybe I have known you forever

Amigos para siempre
Means you'll always be my friend
Amics per sempre
Means a love that cannot end
Friends for life
Not just a summer or a spring
Amigos para siempre

I feel you near me
Even when we are apart
Just knowing you are in this world
Can warm my heart
Friends for life
Not just a summer or a spring
Amigos para siempre

We share memories
I won't forget
And we'll share more,
My friend,
We haven't started yet
Something happens
When we're together

When
I look at youI wonder why
There has to come
A time when we must say goodbye
I'm alive when we are together

Amigos para siempre
Means you'll always be my friend
Amics per sempre
Means a love that cannot end
Friends for life
Not just a summer or a spring
Amigos para siempre

I feel you near me
Even when we are apart
Just knowing you are in this world
Can warm my heart
Friends for life
Not just a summer or a spring
Amigos para siempre

When
I look at youI wonder why
There has to come
A time when we must say goodbye

I'm alive when we are together

Amigos para siempre
Means you'll always be my friend
Amics per sempre
Means a love that cannot end
Friends for life
Not just a summer or a spring
Amigos para siempre

I feel you near me
Even when we are apart
Just knowing you are in this world
Can warm my heart
Friends for life
Not just a summer or a spring
Amigos para siempre
Amigos para siempre

...

Estou relembrando essa música com lágrimas nos olhos e para provar que somos "Friends for life Not just a summer or a spring", a Adi ta compartilhando essas lágrimas a mais de 5.500km de distância...não da nem pra achar no google a distância certa amiga....

...essa foto é no congresso em Baúru, 1995...exatamente no momento de lágrimas onde todas cantavam Amigos para siempre.
Um dos melhores bailes até então: Adi na boquinha da garrafa(abafa o caso), faziamos uma espécie de pax de deux onde até anel voava, um drink dos deuses de cor azul com o tal gelo seco, uma dançava com o motorista, outra perdia o sapato no banheiro...enfim...depois de tanto causos, a paixão não podia deixar de tomar conta dessa mulherada...and Means you'll always be my friend.